Elmord's Magic Valley

Software, lingüística e rock'n'roll. Às vezes em Português, sometimes in English.

FISL 16

2015-07-11 23:27 -0300. Tags: comp, life, freedom, em-portugues

Nos últimos quatro dias ocorreu o 16º Fórum Internacional do Software Livre. Minha proposta de palestra sobre o lash não foi aceita (o que por um lado foi bom, porque o projeto anda meio dormente devido a obrigações mestrariosas e má administração temporal), mas eu assisti uma porção de palestras, a maioria das quais foram bem boas. Também encontrei o Marcus Aurelius por lá, que trabalhou como voluntário na tradução do site do FISL para o esperanto, e troquei umas palavras com seu Lucas Zawacki, que estava no espaço do Dumont Hackerspace (e que ganhou a Hackathon EBC/FISL 16 com o aplicativo Pautaí, por sinal; congrats!).

Eis um resumo das palestras que eu assisti por lá. O site do FISL contém a programação completa, com link para os vídeos da maioria das palestras.

Dia 1

Email criptografado: usando GPG e icedove para criptografar sua correspondência, por Felipe Cabral

A idéia era que fosse uma oficina, mas acabou sendo mais uma palestra sobre conceitos básicos de PGP. Também foi visto um programinha chamado Seahorse (pacote seahorse no Debian) para gerar e administrar chaves de PGP e afins. Eu fui na palestra achando que ia aprender alguma coisa que me ajudasse a fazer o PGP funcionar no Claws Mail. Turns out que no Thunderbird/Icedove, tudo o que é necessário para fazer o PGP funcionar é instalar o add-on Enigmail (pacote enigmail no Debian), seguir os passos de configuração que serão apresentados depois que o Enigmail é instalado, e ser feliz. Me deu até vontade de experimentar o Thunderbird de novo, mas tem que ver isso aí. Meanwhile, continuo unenlightened quanto ao Claws.

Half my life with Perl, por Randal Schwartz

O autor do Programming Perl (a.k.a. Camel Book), entre outros, e atual host do podcast FLOSS Weekly, conta sua vida e seu envolvimento com o Perl. Foi uma palestra bem interessante, mesmo eu não conhecendo grandes coisas do Perl e sua comunidade.

Negócios em Software Livre, isso existe?, por Vagner Fonseca

Uma palestra sobre como ganhar dinheiro vendendo serviços baseados em software livre para empresas, tais como suporte, customização de programas livres de acordo com as necessidades da empresa, soluções de monitoramento de rede e de uso de recursos, entre outros. Também foram discutidos tipos de contrato (por projeto, por hora, contrato de suporte) e quando cada tipo vale a pena (basicamente, cobrar por projeto só vale a pena para coisas bem simples e punctuais, caso contrário corre-se o risco de algo demorar muito mais do que o previsto e o cidadão acabar efetivamente pagando para trabalhar; em contrato de suporte se cobra menos do que em um contrato por hora, mas tem-se a estabilidade e se consome um tempo mais limitado por semana em uma empresa, então é possível atender mais de uma ao mesmo tempo), entre outras coisas.

"Enemy spotted - Applying infovis at security field", por Felipe Afonso Espósito

Uma palestra sobre visualização de dados e como isso pode ser usado com dados de segurança. Não tenho muito mais o que comentar.

Let's Encrypt: Uma Autoridade Certificadora Gratuita e Automatizada, por Seth Schoen

Seth Schoen, membro da EFF, falou (em português!) sobre o andamento do Let's Encrypt, uma iniciativa da EFF, Mozilla, University of Michigan e outros para criar uma autoridade certificadora e um mecanismo para obtenção e validação automática e gratuita de certificados digitais, e instalação automática em servidores web, eliminando uma barreira que existe atualmente para se usar HTTPS. A data prevista para o serviço ser disponibilizado para o público é 14 de setembro deste ano.

Eu pretendia assistir a APIs em Tempo Real Usando Websockets em PHP, mas a sala lotou e eu não cheguei a tempo. Ao invés disso, eu e o Marcus ficamos tentando entender as entranhas do cua-mode do Emacs, inter alia.

Dia 2

Encontro de Hackers GNU

Alexandre Oliva (FSF Latin America), Felipe Sanches, e Deborah Anne Nicholson (Open Invention Network, MediaGoblin) falaram sobre uma porção de projetos relacionados com liberdade digital. Entre eles, o Twister, uma plataforma peer-to-peer de microblogging, e MediaGoblin, uma plataforma descentralizada de compartilhamento de mídia. Também foram mencionadas algumas idéias de projetos que seriam interessantes de criar, como uma plataforma peer-to-peer para distribuição de código (eu mencionei que já existe um projeto nesse sentido).

Outra idéia interessante que o Alexandre Oliva mencionou é que os ambientes computacionais modernos são pouco programáveis (sounds weirdly familiar), e que seria interessante criar uma biblioteca que facilitasse para o usuário descobrir que funções o programa chama quando se clica em algum botão ou menu e tornasse esses programas programáveis. O conceito é parecido com o que eu vejo como ideal de ambiente computacional, mas eu nunca tinha pensando em pôr essa funcionalidade em uma biblioteca, ao invés de algo mais fundamental. É uma abordagem interessante de se pensar.

O Felipe Sanches também comentou a questão de firmware aberto, as dificuldades envolvidas em reverse-engineering de firmware e hardware, e a necessidade de incentivar o compartilhamento de informação sobre técnicas de engenharia reversa.

Programação Orientada a Objetos em C puro: o caso do htop, por Hisham Muhammad

O autor do htop falou sobre as técnicas de programação que usou no desenvolvimento desse programa, em particular o uso de orientação a objetos em C. Eu já sabia um pouco sobre o assunto, mas a palestra valeu a pena mesmo assim. Mais para o final, o Hisham falou sobre o uso de collections para gerenciar "ownership" de ponteiros (alocação e liberação de memória) em C, e como isso torna a gerência manual de memória do C menos horrível de se usar. Por fim, ele falou sobre o dit, um editor de texto que ele escreveu reusando componentes do htop.

Assinatura digital e o padrão ICP-Brasil, por Paulo Cesar Barbosa Fernandes

Uma palestra sobre o padrão brasileiro de assinaturas digitais, seus aspectos legais, e algumas informações gerais sobre o uso de assinaturas digitais. Talvez a coisa mais importante que eu aprendi na palestra é que uma assinatura digital obtida adequadamente seguindo o padrão ICP-Brasil tem o valor legal de uma assinatura de papel (embora ainda haja legislação a ser atualizada para levar isso em conta).

Desvendando o IPv6: Tecnologia indispensável para o Futuro da Internet, por Lucenildo Lins de Aquino Júnior

Nada muito aprofundado tecnicamente, mas foi uma boa palestra. O mais surprising aqui foi saber que uma boa parte do tráfego da Internet já é em IPv6, inclusive no Brasil (pelo menos em São Paulo), mas não lembro mais os números. Até me deu alguma esperança de que teremos o bendito IPv6 em alguns anos.

What's new in systemd in 2015, and what's coming in 2016, por Lennart Poettering

Exatamente o que o título diz. Foram mencionadas funcionalidades de configuração de rede, resolução de DNS, containers, e todas essas coisas que nós nos perguntamos se deviam mesmo fazer parte do systemd, mas isso fica para outra discussão.

Finding a Great Project to Work On, or Great People to Work on Your Project, por Deborah Anne Nicholson

Uma palestra muito boa sobre, entre outras coisas, como fazer com que um projeto seja "welcoming" a novos colaboradores, especialmente não-desenvolvedores (pessoas envolvidas com tradução, documentação, divulgação, arte, etc.). Alguns dos tópicos mencionados são coisas que deveriam ser senso comum, mas infelizmente não são, tais como ter uma descrição de o que é o projeto na página inicial, links para mailing lists, FAQs, informação de contato, etc. Outro ponto mencionado é que se você como desenvolvedor não tem grandes skills comunicativos, encontre uma pessoa para fazer esse papel no seu projeto. Also, incentive e recompense os esforços dos colaboradores. Provavelmente é melhor assistir o vídeo do que eu tentar explicar (talvez eu tenha skills comunicativos sub-ótimos).

Acho que esse foi o melhor dia do FISL para mim.

Dia 3

Ocorreu uma miniDebConf (conferência sobre o Debian) durante esse dia na sala 41D.

Debian: o que é, e como funciona, por Antonio Terceiro

Uma palestra introdutória sobre o Debian, que no entanto me ensinou sobre uma porção de recursos online do Debian que eu não conhecia, tais como o blog Bits from Debian, o Ultimate Debian Database (que é mais útil para desenvolvedores do Debian), um pastebin, a página com informações para se tornar um novo membro do Debian, páginas onde se pode navegar pelos fontes do Debian e fazer buscas textuais no código, e um security bug tracker.

Não sou programador, como posso ajudar o Projeto Debian?, por Luiz Guaraldo

Não lembro mais o que foi visto nessa.

Containers and systemd, por Lennart Poettering

Uma palestra sobre o suporte a containers do systemd. A palestra começou com "everyone knows what containers are", except I didn't, então embora as funcionalidades apresentadas tenham parecido interessantes, eu meio que fiquei boiando sobre como as coisas funcionam.

Empacotamento de software no Debian, por João Eriberto Mota Filho

Uma palestra muito boa sobre o processo de criar um pacote Debian, cobrindo as ferramentas utilizadas, o ambiente de empacotamento, os arquivos que se deve editar, etc. Se você pretende criar um .deb na vida, assista.

Dependências de pacotes de código fonte, por Thadeu Lima de Souza Cascardo

Essa palestra pode ser resumida a "pacotes de fonte possuem dependências". Foram vistos alguns conceitos como dependências de compilação vs. dependências de execução, mas nada do que eu esperava ver foi visto, tal como como baixar pacotes fonte e suas dependências e compilá-los usando as ferramentas do Debian. A palestra terminou com o palestrante debugando um script em Perl que ele escreveu para calcular as dependências recursivas de um pacote fonte, e eu fui embora fazer outras coisas pelo mundo.

Dia 4

Decidi almoçar em casa e só consegui chegar às 13h e pouco no FISL.

Javascript e as novidades nas funções em ES2015+, por Felipe Nascimento de Moura

Cheguei uns 10 minutos atrasado na palestra. Ficou bem pouco claro para mim o que eram coisas novas do JavaScript vs. coisas que já existem. Foram vistas features como generators (que o Firefox já suporta há mais de oito mil anos, mas agora eles vão entrar no EcmaScript oficial, com uma sintaxe levemente diferente), execução assíncrona, setInterval para executar ações periodicamente, "arrow functions" (uma sintaxe nova para funções anônimas, e que captura o valor de this), e outras coisas que ya no recuerdo más.

HTTP: passado, presente e futuro, por Luiz Fernando Rodrigues

Aprendi o suficiente para querer me informar melhor sobre o HTTP/2, but that's it.

Programming Efficiently, por Jon "Maddog" Hall

A palestra foi mais sobre a importância da eficiência em programação, e não sobre técnicas de programação eficiente. O Maddog também falou sobre o fato de que muita gente sai de uma escola/faculdade sem saber como funciona o hardware, que o Raspberry Pi foi criado para ser uma máquina "hackable" e boa para o aprendizado, e que ele usou alguns Banana Pi para montar um cluster pequeno, barato e com bom poder computacional que pode ser usado para ensinar high-performance computing e afins. A palestra foi bem boa, embora não fosse sobre o que eu pensei.

How much of your computer is non-free, and how worried should you be?, por Matthew Garrett

Palestra sobre o fato de que nossos dispositivos contêm bem mais processadores do que normalmente a gente pensa, normalmente rodando software proprietário que não temos nem como ver nem como modificar. Exemplos particularmente alarmantes são HDs (com uma menção de uma galera que conseguiu fazer um HD bootar um kernel Linux) e SD cards. Worse still, muitos desses dispositivos só aceitam firmwares assinados pelo fabricante, usualmente encriptados, o que nos impede de analisar e controlar o comportamento desses dispositivos. Recomendo assistir o vídeo.

Archlinux: Você no comando, por Israel Lopes dos Santos

Uma palestra introdutória sobre o Arch Linux, explicando a filosofia da distribuição, o gerenciador de pacotes, o fato de que criar um pacote para o Arch é relativamente fácil e que qualquer um pode submeter um pacote para o Arch User Repository (AUR). Na seção de perguntas, um cidadão resolveu criticar o uso de "Linux" ao invés de "GNU/Linux" de uma maneira indireta/irônica que o palestrante não entendeu. Foi bem desnecessário; ser indireto e irônico não ganha ninguém à causa, na minha humilde opinião.

That was it. 9/10 would go again.

Comentários / Comments (3)

Darth Coleira, 2015-07-13 01:49:40 -0300 #

Pessoalmente o cara só mete pau no negócio, aí vem nas Interwebz e fala que tudo é maravilhoso. Daqui a pouco vai começar a falar bem da graduação também. E avaliar bem a cadeira do Newga Braton. E achar a Berin Kacker gatinha.

"But that's too loud" - RMS
"/o/Êeeee *clap clap clap*" - WETHEPEOPLE


Vítor De Araújo, 2015-07-13 08:42:19 -0300 #

Mas, Legolas... o FISL, Legolas...

(E eu nem só meti pau pessoalmente, nem disse que foi tudo maravilhoso aqui, mas tudo bem...)


Darth Coleira, 2015-07-17 01:46:52 -0300 #

Nemly & Nemlerey, Nemovi & Nemovirei. Isso explica o meu comentário anterior. Plus, "é zó zoação".


Deixe um comentário / Leave a comment

Main menu

Posts recentes

Comentários recentes

Tags

em-portugues (213) comp (137) prog (68) in-english (50) life (47) pldesign (35) unix (34) lang (32) random (28) about (27) mind (25) lisp (23) mundane (22) fenius (20) ramble (17) web (17) img (13) rant (12) hel (12) privacy (10) scheme (10) freedom (8) copyright (7) bash (7) music (7) academia (7) lash (7) esperanto (7) home (6) mestrado (6) shell (6) conlang (5) emacs (5) misc (5) latex (4) editor (4) book (4) php (4) worldly (4) android (4) politics (4) etymology (4) wrong (3) security (3) tour-de-scheme (3) kbd (3) c (3) film (3) network (3) cook (2) poem (2) physics (2) wm (2) treta (2) philosophy (2) comic (2) lows (2) llvm (2) perl (1) en-esperanto (1) audio (1) old-chinese (1) kindle (1) german (1) pointless (1) translation (1)

Elsewhere

Quod vide


Copyright © 2010-2020 Vítor De Araújo
O conteúdo deste blog, a menos que de outra forma especificado, pode ser utilizado segundo os termos da licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International.

Powered by Blognir.