Elmord's Magic Valley

Software, lingüística e rock'n'roll. Às vezes em Português, sometimes in English.

Trivia etymologica #1: much vs. mucho

2017-03-05 01:43 -0300. Tags: lang, etymology, em-portugues

Há muitos mil anos, explicando para alguém a diferença entre muy e mucho em espanhol, eu fiz uma analogia com o inglês: muy é como very em inglês, e modifica adjetivos e advérbios, e.g., muy rápido = very fast. Já mucho é como many em inglês, e modifica substantivos: muchas cosas = many things. Na verdade essa explicação é parcialmente correta: muchos no plural é como many, e é usado para substantivos contáveis (como em muchas cosas). Mas mucho no singular é como much, e é usado para substantivos não-contáveis, e.g., mucho dinero = much money.

Na época eu me perguntei: será que much e mucho são cognatas? Apesar da similaridade de som e significado, seria pouco provável que as duas palavras fossem cognatas (a menos que o inglês tivesse importado a palavra do espanhol, o que também seria pouco provável). Isso porque se houvesse uma raiz indo-européia comum para as duas palavras, ela teria passado por mudanças fonéticas diferentes no caminho até o inglês e até o espanhol, e seria pouco provável que o resultado final se parecesse tanto em ambos os branches.

As it turns out, as palavras realmente não são cognatas. much vem do inglês médio muche, muchel, do inglês antigo myċel, miċel. O ċ (som de "tch", ou /tʃ/ em IPA) do Old English é resultado de um shift de /k/ para /tʃ/ diante de /e/ e /i/. Assim, a palavra original era algo como /mikel/, que, em última instância, vem da raiz indo-européia *méǵh₂-, que significa 'grande'. É a mesma raiz de mega em grego, e de magnus em latim. *méǵh₂- com o sufixo *-is, *-yos resulta em latim nas palavras magis, que é a origem da palavra mais em português, e maior, que é a origem de (quem imaginaria?) maior em português. Resumindo, much, mega, mais e maior são todas cognatas.

Mucho, por outro lado, assim como o muito do português, vem do latim multus, que é também a origem do prefixo multi e de palavras como múltiplo. Segundo nosso amigo Wiktionary, multus vem da raiz indo-européia *mel-, e é cognata de melior (de onde vem melhor), que nada mais é do que *mel- com o mesmo sufixo *-yos que transforma mag(nus) em magis e maior.

Por fim, muy é uma contração do espanhol antigo muito, cuja derivação é trivial e sugerida como exercício para o leitor.

Comentários / Comments (1)

Heródoto Barbeiro, 2017-03-06 00:59:54 -0300 #

Mucho interessante


Deixe um comentário / Leave a comment

Main menu

Posts recentes

Comentários recentes

Tags

em-portugues (213) comp (138) prog (68) in-english (51) life (47) unix (35) pldesign (35) lang (32) random (28) about (27) mind (25) lisp (23) mundane (22) fenius (20) web (18) ramble (17) img (13) rant (12) hel (12) privacy (10) scheme (10) freedom (8) bash (7) copyright (7) music (7) academia (7) lash (7) esperanto (7) home (6) mestrado (6) shell (6) conlang (5) emacs (5) misc (5) latex (4) editor (4) book (4) php (4) worldly (4) politics (4) android (4) etymology (4) wrong (3) security (3) tour-de-scheme (3) kbd (3) c (3) film (3) network (3) cook (2) poem (2) physics (2) wm (2) treta (2) philosophy (2) comic (2) lows (2) llvm (2) perl (1) en-esperanto (1) audio (1) german (1) kindle (1) old-chinese (1) pointless (1) translation (1)

Elsewhere

Quod vide


Copyright © 2010-2020 Vítor De Araújo
O conteúdo deste blog, a menos que de outra forma especificado, pode ser utilizado segundo os termos da licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International.

Powered by Blognir.