Elmord's Magic Valley

Software, lingüística e rock'n'roll. Às vezes em Português, sometimes in English.

LotR #2

2013-05-20 03:05 -0300. Tags: book, rant, em-portugues

Tolkien é um ótimo escritor. As histórias que ele conta é que não compartilham da mesma glória.

Acabei de ler o primeiro capítulo do segundo volume do Senhor dos Anéis. Ok, eu sobrevivi ao primeiro volume (que eu comecei a ler sem nenhuma pressa algum tempo atrás). Sobrevivi ao Tom Bombadil e ao banho anual da Goldberry. Sobrevivi às canções élficas que derrubam até os hobbits de sono (sim, isso é parte da história). Sobrevivi até a Lothlórien e o um mês que a galera ficou jogando fora lá comendo, dormindo e vendo televisão (a.k.a. Mirror of Galadriel) enquanto Sauron et al. tocavam o terror no mundo. Mas este capítulo foi demás.

Veja bem. Boromir, o inútil, depois de tentar roubar o anel do Frodo e atrapalhar a missão, não tendo feito nada de muito útil até esse ponto da história exceto ter ajudado a escavar a neve do monte Caradhras, que no fim das contas eles não atravessaram, perde a briga para um bando de orcs. Aragorn encontra Boromir semi-morto, depois de os orcs terem ido embora. "Eu ferrei com tudo. Agora os orcs levaram os hobbits embora. Vou morrer minha morte miserável aqui", diz Boromir, e morre sua morte miserável ali. Nesse momento a galera sai correndo na pista dos orcs para salvar os hobbits, certo?

Errado. Primeiro, Aragorn, Legolas e Gimli discutem como eles vão fazer o funeral do Boromir. Sim, é mais importante satisfazer o morto do que ir salvar os hobbits (afinal ninguém se importa muito com os hobbits nessa história). Aí eles decidem que cavar dá muito trabalho, então melhor é colocar o Boromir dentro do barquinho dele, junto com seus pertences e os dos orcs que ele conseguiu matar, e levar o barquinho até um ponto do rio e deixar o rio levar embora, não sem primeiro fazer dez mil preparativos. Claro que depois de largarem o barquinho, Aragorn e Legolas ainda cantam umas musiquinhas em homenagem ao morto. A essas alturas o Tolkien já está de saco cheio de escrever poemas (o livro é cheio de poemas), então as musiquinhas têm uma métrica totalmente capenga em comparação com as do primeiro livro. Really, a cena parece as firulas de cavalaria do Dom Quixote, com a diferença de que o Dom Quixote é intencionalmente zoação.

Até que, no final da tarde (essa história toda começou de manhã), Aragorn conclui: "Já sei! Quem sabe a gente vai atrás dos orcs, for a change?" "‘Well, after them!’ said Gimli. ‘Dwarves too can go swiftly, and they do not tire sooner than Orcs. But it will be a long chase: they have a long start.’" A long start? Imagine! Só umas seis horas de vantagem enquanto a gente colocava um morto num barco. O que são meras seis horas comparadas com os trinta dias que a gente passou comendo e dormindo em Lothlórien?

A essas alturas, a motivação primária que eu tenho para continuar lendo esse livro é o prospecto de ler The Last Ringbearer depois. E no fim das contas eu estou reclamando à toa; essa história é uma boa fonte de diversão.

Comentários / Comments (6)

Marcus Aurelius, 2013-05-20 11:53:44 -0300 #

Definitivamente não é meu estilo de livro.


Vítor De Araújo, 2013-05-20 16:26:29 -0300 #

Espero que não tenha nenhum tolkieniano fanático entre os leitores. :P


Longshanks Fanboy, 2013-05-23 17:37:25 -0300 #

Meu amigo, esse é o único capítulo bom do livro. Neste ele está ironizando o fato de que na guerra os caras se preocupam mais com as honras dos figurões (o Boromir, que era um inútil, mas um inútil filho de um cara importante) do que com a vida dos caras que realmente são necessários pra ganhar a guerra (neste caso, um bando de inúteis que caíram ali por acaso, mas que tinham o recurso "importante"). É isso. Lembre-se de que Tolkien escreveu isso em meio à 1ª Guerra e sabia do que estava falando. #ficaadica #beijosmeliga #partiu


Vítor De Araújo, 2013-05-23 18:18:36 -0300 #

Ele estava ironizando não-intencionalmente. :P


John Gamboa, 2013-05-24 10:47:39 -0300 #

[Spoiler]

http://www.youtube.com/watch?v=uE-1RPDqJAY

[/Spoiler]


Vítor De Araújo, 2013-05-24 12:52:25 -0300 #

Meu filho, não tenho palavras. :P


Deixe um comentário / Leave a comment

Main menu

Posts recentes

Comentários recentes

Tags

em-portugues (213) comp (137) prog (68) in-english (50) life (47) pldesign (35) unix (34) lang (32) random (28) about (27) mind (25) lisp (23) mundane (22) fenius (20) ramble (17) web (17) img (13) rant (12) hel (12) privacy (10) scheme (10) freedom (8) copyright (7) bash (7) music (7) academia (7) lash (7) esperanto (7) home (6) mestrado (6) shell (6) conlang (5) emacs (5) misc (5) latex (4) editor (4) book (4) php (4) worldly (4) android (4) politics (4) etymology (4) wrong (3) security (3) tour-de-scheme (3) kbd (3) c (3) film (3) network (3) cook (2) poem (2) physics (2) wm (2) treta (2) philosophy (2) comic (2) lows (2) llvm (2) perl (1) en-esperanto (1) audio (1) old-chinese (1) kindle (1) german (1) pointless (1) translation (1)

Elsewhere

Quod vide


Copyright © 2010-2020 Vítor De Araújo
O conteúdo deste blog, a menos que de outra forma especificado, pode ser utilizado segundo os termos da licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International.

Powered by Blognir.