Elmord's Magic Valley

Software, lingüística e rock'n'roll. Às vezes em Português, sometimes in English.

Determinando a posição do cursor em um arquivo com o lsof

2013-07-18 23:21 -0300. Tags: comp, unix, mundane, em-portugues

Às vezes executamos comandos do tipo:

cat imagem_grande_que_demora_para_copiar.img >/dev/sdb

e queremos saber o andamento do processo. Quando copiamos os dados de um disco para um arquivo podemos simplesmente olhar o tamanho do arquivo para ter uma idéia do andamento da operação, mas quando o destino é um disco isso não é possível.

É possível, entretanto, olhar a posição do cursor no arquivo. No Unix, todo arquivo aberto tem associado a si um cursor, i.e., a posição a partir da qual operações de leitura e escrita operam por padrão; cada leitura ou escrita no arquivo avança a posição do cursor.

Podemos utilizar um programinha chamado lsof (list open files, pacote lsof no Debian/Ubuntu) para visualizar diversas informações sobre arquivos abertos, dentre elas a posição do cursor. Por padrão, o lsof mostra uma coluna que contém ou a posição do cursor ou o tamanho do arquivo, dependendo do tipo de arquivo; a opção -o (offset) força o lsof a mostrar sempre o cursor. Além disso, por padrão o lsof mostra a posição em hexadecimal se ela ocupar mais de 8 dígitos decimais; a opção -o 0 desabilita esse comportamento. As duas opções podem ser combinadas como -oo0.

Por padrão, todos os arquivos abertos são listados. É possível especificar os nomes dos arquivos a serem listados, ou os nomes (-c nome) ou PIDs (-p pid) dos processos cujos arquivos abertos se deseja ver. Por exemplo:

# cat /dev/sda5 >/dev/sda6 &
[1] 28252
# lsof -oo0 /dev/sda6
COMMAND   PID USER   FD   TYPE DEVICE      OFFSET NODE NAME
cat     28252 root    1w   BLK    8,6 0t254476288 1303 /dev/sda6

Para mais informações, consulte a manpage do lsof.

Appendix A: Do fato de que ninguém deveria usar dd para copiar discos sem uma boa razão

# ls -lah foo
-rw-r--r-- 1 root root 512M Jul 18 23:00 foo
# time cat foo >bar

real    0m21.304s
user    0m0.068s
sys     0m5.212s
# time dd if=foo of=bar
1048576+0 records in
1048576+0 records out
536870912 bytes (537 MB) copied, 39.397 s, 13.6 MB/s

real    0m39.621s
user    0m1.528s
sys     0m25.910s

O motivo para isso é que o dd sempre copia os arquivos usando um tamanho de bloco fixo (indicado pelo parâmetro bs=tamanho, 512 bytes por padrão), enquanto o cat usa um tamanho de bloco "ótimo", o que permite que ele faça a cópia com menos chamadas de sistema (o que se reflete no tempo de sys na saída do comando time). Alternativamente, você pode especificar um tamanho de bloco maior para o dd (e.g., bs=1M), mas isso não apresenta nenhuma vantagem sobre usar o cat, a menos que você queira especificar o tamanho do arquivo também (e.g., no clássico dd if=/dev/zero of=foo bs=1M count=512 (que no entanto também pode ser substituído por um head -c 512M /dev/zero >foo)).

Comentários / Comments (1)

Gundogan, 2013-07-19 23:14:33 -0300 #

Ui, ui, ui, eu sou o cursor!


Deixe um comentário / Leave a comment

Main menu

Posts recentes

Comentários recentes

Tags

em-portugues (213) comp (138) prog (68) in-english (51) life (47) unix (35) pldesign (35) lang (32) random (28) about (27) mind (25) lisp (23) mundane (22) fenius (20) web (18) ramble (17) img (13) rant (12) hel (12) privacy (10) scheme (10) freedom (8) bash (7) copyright (7) music (7) academia (7) lash (7) esperanto (7) home (6) mestrado (6) shell (6) conlang (5) emacs (5) misc (5) latex (4) editor (4) book (4) php (4) worldly (4) politics (4) android (4) etymology (4) wrong (3) security (3) tour-de-scheme (3) kbd (3) c (3) film (3) network (3) cook (2) poem (2) physics (2) wm (2) treta (2) philosophy (2) comic (2) lows (2) llvm (2) perl (1) en-esperanto (1) audio (1) german (1) kindle (1) old-chinese (1) pointless (1) translation (1)

Elsewhere

Quod vide


Copyright © 2010-2020 Vítor De Araújo
O conteúdo deste blog, a menos que de outra forma especificado, pode ser utilizado segundo os termos da licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International.

Powered by Blognir.