Elmord's Magic Valley

Software, lingüística e rock'n'roll. Às vezes em Português, sometimes in English.

Como evitar que Google, Facebook, Twitter e a NSA saibam por onde você anda na Web

2013-07-13 22:53 -0300. Tags: comp, web, privacy, em-portugues

Agora que é um fato público e conhecido que os dados que você entrega ao Google, Facebook e companhia não estão em boas mãos (e se você acha que está tudo bem, queira assistir um videozinho), pode ser uma boa você reduzir a quantidade de informação a que eles têm acesso.

E graças aos botões de "Curtir", "Tweet", "+1" e similares, bem como as propagandas do Google, o Google Analytics, e o uso extensivo do googleapis.com, essas empresas recebem informação suficiente para ter uma boa idéia de por onde você anda na Web, mesmo quando você está navegando páginas fora desses serviços, a menos que você tome os devidos cuidados.

Existe um bocado de addons que você pode instalar no Firefox para reduzir a possibilidade tracking. (Se você usa o Chrome, é mais fácil você começar a usar o Firefox). Neste post, listo alguns deles e explico como eles podem ser usados para esse fim.

AdBlock Plus

O AdBlock Plus é um addon bem conhecido cujo uso primário é bloquear propagandas. Por si só, isso já é um começo, pois evita que os servidores de propaganda possam trackeá-lo. Porém, o AdBlock pode ser usado para bloquear quaisquer itens indesejáveis de terceiros em páginas. Por exemplo, suponha que você deseja bloquear acessos de outras páginas para o Facebook (há maneiras mais convenientes de atingir esse objetivo, todavia):

  1. Vá a alguma página que faça acesso ao Facebook.
  2. Clique no ícone do AdBlock e selecione Open blockable items (ou Abrir itens bloqueáveis).

  3. Encontre algum dos acessos ao Facebook na lista e dê dois cliques sobre o mesmo.
  4. A janela que se abre apresentará várias possibilidades de regras de bloqueio. Selecione a mais apropriada (neste caso, facebook.net^; note que posteriormente você também deverá repetir o processo para o facebook.com).
  5. Clique no botão Advanced (ou Avançado). Este botão apresentará algumas opções adicionais à direita. Dentre elas, a mais útil é a Third-party only (ou Apenas terceiros); se marcada, essa opção impede o acesso ao facebook.net, exceto a partir do próprio facebook.net. Você pode achar isso útil se por algum diabo você ainda usa a rede social da NSA para se comunicar.

  6. Clique em Add filter (ou Adicionar filtro). Está feito!

Você pode bloquear outros sites (como facebook.com, twitter.com, google-analytics.com, scorecardresearch.com, etc.) da mesma maneira.

Por padrão, o AdBlock permite "ads não-intrusivos". Embora a idéia seja bem-intencionada, na prática isso significa que ele não bloqueia o Google por padrão, então é uma boa idéia desabilitar essa opção indo no menu do AdBlock, Filter preferences, primeira aba (Filter subscriptions), e desmarcar Allow some non-intrusive advertising.

Por padrão, o AdBlock faz atualizações automáticas da lista de sites a bloquear. Se você quiser evitar isso, abra o about:config, procure a opção extensions.adblockplus.subscriptions_autoupdate e dê dois cliques sobre ela para ajustá-la para false.

Disconnect

O Disconnect é um addon que já vem com uma lista padrão de sites de tracking conhecidos e bloqueia acessos aos mesmos a partir de sites de terceiros. Só descobri esse addon hoje, e como eu já uso o RequestPolicy, não cheguei a experimentá-lo direito, mas aparentemente ele funciona bem.

Smart Referer

Por padrão, sempre que o browser faz acesso a uma página a partir de outra (e.g., quando você clica em um link, ou quando uma página inclui uma imagem ou script de outra), o browser envia na requisição um header Referer, que diz qual é a proveniência do acesso (i.e., a página que continha o link ou a imagem ou script). O Smart Referer é um addon que faz com que o browser só envie esse header se a origem e o destino estiverem no mesmo domínio, o que impede o site de saber de onde você está vindo.

mencionei o Smart Referer antes por aqui, mas até recentemente não tinha me dado conta de quão importante ele é: uma quantidade enorme de sites usa serviços hospedados nos servidores do Google (jQuery, reCAPTCHA, Maps, entre outros), e por padrão, ao acessar esses serviços, o browser acaba informando ao Google pelo header Referer que página você está acessando. Com o Smart Referer, você evita enviar essa informação (a menos que o jQuery ou outro serviço se dê ao trabalho de enviar essa informação; pelo menos no caso do jQuery esse não parece ser o caso (ainda)).

O Smart Referer não exige configuração nenhuma, não adiciona ícone de toolbar nenhum, e faz o seu serviço quietinho sem incomodar ninguém.

HTTPS Everywhere

O HTTPS Everywhere é um addon mantido pela Electronic Frontier Foundation que traduz URLs HTTP de sites conhecidos para URLs HTTPS seguras. Por exemplo, toda vez que você acessa http://en.wikipedia.org, o addon substitui automaticamente a URL por https://en.wikipedia.org. Com isso, evita-se enviar informações não-encriptadas pela Web por descuido.

RequestPolicy

Um plugin que você pode achar útil é o RequestPolicy. Ele bloqueia todos os acessos de páginas a sites de terceiros por padrão (com exceção de uma pequena lista de acessos conhecidos, como por exemplo de wordpress.com para wp.com, e que você pode escolher na instalação), e permite adicionar exceções para sites individuais através de um ícone na barra de toolbars. O RequestPolicy é um dos plugins que melhor garante sua privacidade, às custas da inconveniência de ter que freqüentemente adicionar novas exceções para conseguir usar páginas. Ele também é útil para carregar páginas mais rápido em um 3G ou algum outro tipo de conexão lenta. Não recomendo muito para pessoas menos-que-paranóicas e que não vivam com uma conexão de 6kB/s, desde que você use alguma alternativa como o Disconnect.

Últimas observações

Uma lista de outros addons e serviços para assegurar melhor sua privacidade pode ser encontrada no PRISM Break.

Fugindo do assunto de addons, uma alternativa de serviço de e-mail para quem quer fugir do GMail é o SAPO, um provedor português. O SAPO Mail fornece 10GB de espaço e fica hospedado em Portugal, onde existe uma legislação decente de prote(c)ção de dados pessoais (dê uma olhada na política de privacidade dos camaradas).

Comentários / Comments (2)

aline andreata, 2013-07-14 19:39:21 -0300 #

Tá bom, me convenceu que o facebook não é uma boa... :(


Pede +1, 2013-07-15 14:47:10 -0300 #

A verdade sobre as apólices de segurança e privacidade é muito mais profunda do que o que meramente podemos ver. Para evitar mesmo que os twitter facebook nsa nos roubem nossos dados, o essencial é ter sempre à mão uma chave e uma fechadura. Tenho dito.


Deixe um comentário / Leave a comment

Main menu

Posts recentes

Comentários recentes

Tags

em-portugues (213) comp (138) prog (68) in-english (51) life (47) unix (35) pldesign (35) lang (32) random (28) about (27) mind (25) lisp (23) mundane (22) fenius (20) web (18) ramble (17) img (13) rant (12) hel (12) privacy (10) scheme (10) freedom (8) bash (7) copyright (7) music (7) academia (7) lash (7) esperanto (7) home (6) mestrado (6) shell (6) conlang (5) emacs (5) misc (5) latex (4) editor (4) book (4) php (4) worldly (4) politics (4) android (4) etymology (4) wrong (3) security (3) tour-de-scheme (3) kbd (3) c (3) film (3) network (3) cook (2) poem (2) physics (2) wm (2) treta (2) philosophy (2) comic (2) lows (2) llvm (2) perl (1) en-esperanto (1) audio (1) german (1) kindle (1) old-chinese (1) pointless (1) translation (1)

Elsewhere

Quod vide


Copyright © 2010-2020 Vítor De Araújo
O conteúdo deste blog, a menos que de outra forma especificado, pode ser utilizado segundo os termos da licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International.

Powered by Blognir.