Elmord's Magic Valley

Software, lingüística e rock'n'roll. Às vezes em Português, sometimes in English.

Culinária para os Totalmente Perdidos #0: Carreteiro de guisado

2013-03-03 19:20 -0300. Tags: cook, home, em-portugues

Você está cansado de comer miojo sem molho quando não tem RU? Você não se arrisca nem com o miojo sem molho e almoça sanduíches no fim-de-semana? Seus problemas acabaram! Com a nova série de posts Culinária para os Totalmente Perdidos, você aprenderá a confeccionar as mais maravilhosas maravilhas culinárias com um mínimo de esforço. Adquira agora mesmo pela nossa oferta especial ligando para (51) 143.54.11.16. E mais! Se você ligar nos próximos 254 instantes, você levará absolutamente grátis sem nenhum custo adicional uma maravilhosa caneta Penalli Fountain Pen! Não perca tempo! Ligue djá!

Ingredientes

Você precisará de:

Algoritmo

Em um prato, pique o tomate e o meio pimentão em dez mil partes de tamanho razoável. (A maneira mais prática de picar o tomate é cortá-lo em dois e picar cada metade. Lembre-se de tirar fora o "caule" do tomate e a parte branca do pimentão (dependendo da metade do pimentão utilizada).) Pique o dente de alho nos pedaços más pequeños del mundo.

Em uma panela, despeje cerca de seis colheres de sopa de óleo de soja. Aqueça por 30~40 segundos. Despeje o tomate, pimentão e alho na panela, e deixe cozinhar por um ou dois minutos, mexendo ocasionalmente. Despeje o guisado sobre a coisa toda e misture; deixe cozinhar por mais um ou dois minutos, mexendo ocasionalmente. Despeje o arroz integral e misture. Deixe cozinhar por uns 30 segundos. Por fim, despeje água suficiente para que o nível fique cerca de um dedo (~1,5cm) acima do arroz. Adicione sal a gosto. Tampe a panela e espere a água evaporar (20~30 minutos). Sirva.

Rendimento

2 a 3 porções, para valores variáveis de fome.

Observações

Sempre usei guisado de carne bovina, mas provavelmente funciona igualmente bem com guisado de frango.

Normalmente eu não uso sal, então não sei exatamente quanto seria uma quantidade "normal" de sal. Provavelmente menos que uma colher de chá rasa.

Pode ser acompanhado de uma farofa pronta (e nesse caso creio que o sal seja definitivamente desnecessário).

Se você quiser se arriscar com arroz branco ao invés de integral, use menos água; arroz branco cozinha mais rápido.

No más

Para mais informações, consulte sua intuição (afinal nós estamos fazendo isso há pelo menos 250 mil anos).

Comentários / Comments (4)

Marcus Aurelius, 2013-03-03 21:20:09 -0300 #

Isso compila em Chef?

http://www.dangermouse.net/esoteric/chef.html


Vítor De Araújo, 2013-03-03 22:54:49 -0300 #

Foi escrito em um dialeto estendido. :P

(By the way, Chef eu já conhecia, mas vejo que esse site tem muitas outras maravilhas... :P)


Hacker do mal, 2013-03-04 23:52:09 -0300 #

Já disse que isso não é carreteiro...


Vítor De Araújo, 2013-03-05 03:55:20 -0300 #

O artigo que tu linkou diz: "Todavia, nos tempos modernos os gaúchos (ou rio-grandenses) preparam arroz com carne moída ou sobras de churrasco e chamam de carreteiro em alusão ao nome original "arroz-de-carreteiro"." :P

Já o artigo que tu não linkou[1] diz: "Atualmente se utilizam muito as sobras de churrasco (da carne bovina) para cozinhar com arroz, preparando algo saboroso que se parece com o velho carreteiro. Também se costuma chamar de "carreteiro" o arroz cozido com carne moìda, o que os carreteiros atuais muito usam. Entretanto, fazendo justiça à regra requerida pela expressão "carreteiro", o arroz com sobras de churrasco ou com carne moída não é carreteiro, tampouco pode ser chamado de arroz de carreteiro, pois verdadeiramente é simplesmente arroz com carne."

Imagino que tu tenha editado ele. :P (Afinal, não li essa "regra requerida pela expressão carreteiro" em nenhum livro de regras. :P)

[1] http://pt.wikipedia.org/wiki/Carreteiro


Deixe um comentário / Leave a comment

Main menu

Posts recentes

Comentários recentes

Tags

em-portugues (213) comp (138) prog (68) in-english (51) life (47) unix (35) pldesign (35) lang (32) random (28) about (27) mind (25) lisp (23) mundane (22) fenius (20) web (18) ramble (17) img (13) rant (12) hel (12) privacy (10) scheme (10) freedom (8) bash (7) copyright (7) music (7) academia (7) lash (7) esperanto (7) home (6) mestrado (6) shell (6) conlang (5) emacs (5) misc (5) latex (4) editor (4) book (4) php (4) worldly (4) politics (4) android (4) etymology (4) wrong (3) security (3) tour-de-scheme (3) kbd (3) c (3) film (3) network (3) cook (2) poem (2) physics (2) wm (2) treta (2) philosophy (2) comic (2) lows (2) llvm (2) perl (1) en-esperanto (1) audio (1) german (1) kindle (1) old-chinese (1) pointless (1) translation (1)

Elsewhere

Quod vide


Copyright © 2010-2020 Vítor De Araújo
O conteúdo deste blog, a menos que de outra forma especificado, pode ser utilizado segundo os termos da licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International.

Powered by Blognir.